A alegria de viver e a pedagogia do assombro

"A pedagogia do assombro" foi o título daquele artigo que tanto me impressionou há algumas semanas. Quão importante é saber como se surpreender de maneira oportuna e apropriada! Com efeito, para se surpreender com o próprio corpo e seus movimentos, respirar e olhar, viver! E quem não sabe fazer, quanto está perdido!

Ser espantado é dar importância, valor, tornar-se consciente de algo extraordinário. E não importa que seja sobre o extraordinário no curso do ordinário.

Aqueles que sabem se surpreender aprendem a tomar o pulso de suas próprias vidas, descobrem-se ricos em viver, com um bom paladar para eventos e experiências. E a conseqüência é alegria, alegria e bom humor que, como quase todos os produtos, nunca vêm sozinhos. Quando sabemos como ficar maravilhados, um mecanismo psicológico de feedback é estabelecido, através do qual a alegria de viver abre as portas para novos canais de felicidade e surpresa.


Um grande princípio antropológico ensina que, assim como a alegria e a alegria aumentam quando são compartilhadas, a dor e o sofrimento são reduzidos quando comunicados. Como afirmado por Pitágoras "Se você quiser multiplicar sua alegria, você terá que dividi-lo e distribuí-lo". Que sabedoria implica agir assim no dia a dia!

Você tem que apostar no otimismo. Quão bem Gregorio Marañón expressou isso no lema de seu "ex libris": "Se a dor não morre, ela é morta".

Aquele que sabe admirar e contemplar todos os dias, em seus itinerários, encontrará mil razões para a agradável surpresa: a posse do dom de sua própria vida e dos outros, os talentos que administra, o afeto que recebe e doa, a consciência de si mesmo. transcendência e talvez de sua filiação divina pessoal, etc.


Graças à nossa peculiar integridade psicossomática entre os fatores integradores - o biopsicossocioespiritual - sempre haverá pontos de apoio para recriar ou reconstruir nossa felicidade. O que há para aprender? logicamente Somos algo muito grande e ao mesmo tempo muito carente. É por isso que é tão característico do homem começar e recomeçar, retificar e aprender a viver. É o caminho para chegar.

Uma pedra na estrada ensinava que meu destino era rolar e rolar, mas o arrierono me disse que a primeira coisa a chegar é que é importante chegar.

Chegue! E fique feliz! Saiba como ver, quer olhar. E sempre amando! Experimente De certeza que você pode. E como você será feliz!

Vídeo: EDUCAR - Rubem Alves


Artigos Interessantes

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

O jornal Ensino, pertencente ao grupo Siena, organiza próxima quinta-feira, 12 de novembro, a sétima edição do Protagonistas da Educação de Prêmios de Professores, pelo qual "o trabalho de todos...

Brigas entre irmãos

Brigas entre irmãos

É comum que quando as crianças atingem a idade de 4 ou 5 anos, os jogos que anteriormente compartilhavam com seus irmãos são frequentemente substituídos por brigas. As lutas são comuns em famílias...

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

É claro que ainda há um longo caminho a percorrer no campo da conciliação, porque existe uma certa lacuna cultural nas empresas. Então, o II Estudo sobre Conciliação e Amamentação realizada pela...