Banir smartphones não é a solução para o uso de novas tecnologias em sala de aula

O novas tecnologias eles foram integrados no dia-a-dia de todos. Em alguns casos, seu uso pode ser controverso porque seu uso abusivo pode levar a problemas que vão desde a falta de atenção até deixar pessoas com quem compartilham momentos. Um exemplo da primeira consequência é a presença de smartphones em sala de aula.

Mas é a solução para proibir o uso de novas tecnologias em aula? Ou vale mais para dar as noções básicas para um uso correto? Da Confederação Espanhola de Associações de Pais de Estudantes, CEAPA, são a favor da segunda opção. Dessa organização, reconhece-se que a presença de novas tecnologias é inegável e que elas podem ter muitas vantagens se puderem ser usadas.


Smartphone e aulas

Do CEAPA fica claro que o uso de novas tecnologias pode trazer grandes benefícios para o desenvolvimento dos menores. Em particular, esta organização resume sua posição sobre o smartphones nos seguintes pontos:

- Proibir não é a solução. Segundo o CEAPA, a proibição é a solução; devemos nos adaptar ao século em que vivemos e não dar as costas às novas tecnologias que estão no cotidiano de nossos filhos e filhas.

- Uso responsável Devemos educar as crianças para fazer uso responsável de novas tecnologias, neste caso os telefones celulares.

- A solução seria destinada a tornar o conselho escolar de cada centro que, de forma consensual, chega a um acordo para delimitar ou permitir os tempos e lugares onde o celular pode ser usado.


A participação da família é, sem dúvida, muito importante para este propósito e, portanto, o CEAPA aconselha que todos os membros do agregado familiar sejam envolvidos na educação dos mais jovens pelas seguintes razões:

- Aumentar a participação das famílias nos órgãos educacionais. Porque as famílias fazem parte da comunidade educacional e a formação de nossos filhos e filhas é a tarefa mais importante para nós, tanto dentro como fora da sala de aula.

- Crie um regulamento explícito. Que a voz das famílias seja ouvida durante o processo de criação do Pacto Nacional da Educação. É urgente criar uma regulação explícita que reflita a participação real das famílias.

- Devolver o poder de decisão aos conselhos escolares, e tornar a escola realmente democrática garantiria o sucesso do centro.

Uso correto de novas tecnologias

Como já foi dito, a necessidade de a família se envolver na educação dos pequenos é muito importante. Isso vai inculcar bons hábitos em relação ao uso de novas tecnologias. De Telas amigáveis As seguintes dicas são oferecidas:


- Limite o uso. A tarefa principal deve ser o controle da quantidade e do tempo de uso. No caso da Internet e dos videojogos, tem que estabelecer tanto um limite de tempo para o dia como alguns intervalos de tempo de uso que garantam o espaço para a reunião familiar e corrigir hábitos saudáveis.

- Existem programas e serviços que nos ajudam a estabelecer um controle abrangente dos tempos de uso da Internet, tipos de serviços da Web usados ​​e páginas da Web que podem ser visitadas (filtros de conteúdo).

- Criar um clima de não exclusão e confiança na Internet. Solicitar conselhos sobre como lidar com e-mail e as outras ferramentas é uma ótima desculpa para conversar com as crianças sobre esses problemas.

- Controle as tecnologias fornecidas e a maneira como é feito.

- O computador conectado à Internet, em um local público da casa. Isso é fundamental, quase todos os problemas ocorridos poderiam ter sido evitados com essa medida.

- Acompanhe e permaneça alerta. É importante que os pequenos não usem a Internet de forma autônoma. Se tivermos um programa de filtragem, talvez depois de 10 anos, é possível usá-lo sem supervisão rigorosa. Também deve ser uma prática manter-se alerta se observarmos reações diferentes após uma sessão na Internet.

Damián Montero

Vídeo: Carl Honore: In praise of slowness


Artigos Interessantes

O que comer durante a amamentação

O que comer durante a amamentação

Após o nascimento e com a chegada do bebê, chega um momento chave na vida da mulher: amamentação. Este período é o de maior exigência nutricional, porque através da mãe está alimentando outro ser...