Fadiga visual, conseqüência do uso de dispositivos eletrônicos

Fadiga visual, dores de cabeça, secura ocular e visão turva são as queixas mais frequentes causadas pelo uso de telas. Pessoas que usam mais de 6 horas por dia em aparelhos eletrônicos estão mais predispostas a sofrer aborrecimentos visuais. Isso fica claro a partir do estudo sociológico realizado pela Clínica Baviera, sobre a Uso de dispositivos eletrônicos e distúrbios visuais.

Usamos as telas uma média de 6 horas por dia

Cada vez que passamos mais tempo na frente das telas. Dispositivos móveis, o computador, o tablet ... monopolizam nosso tempo no trabalho e também nosso tempo livre. De acordo com os resultados deste estudo, o uso médio de telas é de 5,6 horas por dia. Os dias úteis são utilizados em média 6 horas, divididos em 3.1 para trabalho e 2.9 para lazer, enquanto fins de semana e feriados são utilizados em média 5,4 horas, divididos de diferentes formas, 4, 1 para o lazer e 1,3 para o trabalho.


No entanto, o uso desses dispositivos varia muito, dependendo do perfil do entrevistado. Assim, são mulheres, crianças menores de 24 anos e estudantes que usam os dispositivos mais ativamente. Destaca, por exemplo, os dados sobre o uso de dispositivos eletrônicos nos finais de semana entre jovens de 18 a 24 anos, mais de 7 horas por dia, em comparação com 5,2 horas de uso por adultos (35 a 55 anos) ) nessa mesma faixa.

Horas de uso, quem usa as telas mais?

Dependendo das horas de uso de dispositivos eletrônicos foram estabelecidos que são "usuários leves" aqueles que usam dispositivos de 1 a 3 horas, "usuário médio" aqueles que usam as telas de 4 a 6 horas por dia e "pesado usuário "aqueles que estão na frente de dispositivos digitais mais de 6 horas diárias.


O estudo concluiu que 27,2% dos espanhóis são "usuários leves", com um uso médio de 2,4 h. por dia. 40,1% dos espanhóis são "usuários médios", com um uso médio de 5 horas. por dia. E 32,7% dos espanhóis são "usuários pesados", com um uso médio de 9 horas por dia.

Isso significa que um terço dos espanhóis (mais de 30%) gastam uma média de 9 horas por dia expostos a telas. Entre os usuários mais pesados, destacam-se mulheres com 36%, estudantes com 49%, pessoas que trabalham em um local fechado com 38% e pessoas com miopia com 37%.

Distúrbios visuais e uso prolongado de telas

Existe uma correlação clara entre um aumento na exposição a dispositivos eletrônicos: smartphones, tablets, computadores * e o aparecimento de distúrbios visuais. Assim, mais de 17% dos entrevistados sofrem fadiga ocular após o uso de aparelhos eletrônicos, enquanto quase 13% sofrem dores de cabeça e mais de 12% observam secura ocular.


Mas esses dados aumentam entre aqueles que usam esse tipo de dispositivo mais ativamente (mais de 6 horas por dia), razão pela qual os usuários pesados ​​têm uma tendência maior a sofrer de fadiga ocular (26,1%), secura ocular (17, 9%) e dores de cabeça (17,2%)

O estudo também mostra que o desconforto visual aumenta entre os usuários de lentes de contato e óculos, que são mais propensos a sofrer de fadiga ocular (28,5%), olhos secos (22,2%) e dores de cabeça (21,1%).

Recomendações para o uso prolongado de telas

A fim de evitar o desconforto ocular causado pela exposição contínua a dispositivos eletrônicos, o diretor médico da Clínica Baviera, Dr. Fernando Llovet, recomenda o uso responsável deles. Além disso, recomenda "usá-los em locais com boa iluminação e sem reflexos, a uma distância correta (cerca de 50 cm), evitar seu uso quando estiver muito cansado, piscar frequentemente para manter o olho hidratado e intercalar períodos de descanso para mudar o foco da visão ".

Nuria de Miguel. Clínica Baviera

Vídeo: The Making of Horizon Zero Dawn


Artigos Interessantes

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

O jornal Ensino, pertencente ao grupo Siena, organiza próxima quinta-feira, 12 de novembro, a sétima edição do Protagonistas da Educação de Prêmios de Professores, pelo qual "o trabalho de todos...

Brigas entre irmãos

Brigas entre irmãos

É comum que quando as crianças atingem a idade de 4 ou 5 anos, os jogos que anteriormente compartilhavam com seus irmãos são frequentemente substituídos por brigas. As lutas são comuns em famílias...

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

É claro que ainda há um longo caminho a percorrer no campo da conciliação, porque existe uma certa lacuna cultural nas empresas. Então, o II Estudo sobre Conciliação e Amamentação realizada pela...