Satisfação com a escola cai com a idade dos escolares

O retorno à escola é sinônimo de setembro para todas as famílias. Depois de umas férias de prazer, descanso e alguma revisão para não perder o nível, você tem que voltar a sentar na mesa para ter sucesso no novo curso. Como os alunos se sentem sobre essa mudança? Eles estão confortáveis ​​na sala de aula ou acham que deveria ter havido algumas mudanças antes desse retorno?

Parece que não, pelo menos enquanto os alunos crescem. Um dado que eles oferecem no relatório Indicadores comentou sobre o estado do sistema educacional espanhol 2018 que elaborou de forma conjunta a Fundação Ramon Areces e a European Foundation Society and Education. E é isso como mostrado nas páginas deste trabalho, como o alunos eles envelhecem, a satisfação com a escola cai.


Do gosto ao desgosto

Os dados deste estudo mostram como em torno do 11 anos a avaliação da escola é "equilibrada". Cerca de 50% desse grupo de alunos afirma estar satisfeito com a escola, enquanto a outra metade indica o contrário. Considerando o sexo dos estudantes, 55% das meninas afirmam gostar da escola, para 44% dos meninos.

A porcentagem diminui entre os estudantes de 13 anos, faixa etária em que 23% dos alunos afirmam estar satisfeitos com a escola, enquanto a porcentagem entre os meninos é de 20%. Aos 15 anos, o percentual cai novamente para 17% e 13%.


Dados que se traduzem no abandono escolar. Na Espanha, o número de alunos que deixam suas carreiras acadêmicas na escola é 18,3%, percentagem que só é superada por Malta, onde os números são 18,6%. Os responsáveis ​​por este relatório enfatizam que é importante encontrar os mecanismos pelos quais os alunos são motivados a encontrar o conforto necessário para atingir seus objetivos acadêmicos.

Nesse sentido, os professores são lembrados da importância de saber como reagir aos seus alunos. A maneira em que o mundo exterior avalia os resultados tem uma grande influência na percepção das capacidades que são possuídas. Ajudar a construir uma mentalidade positiva é algo que diz respeito tanto aos professores na sala de aula quanto aos pais em casa.

Como motivar os pequenos

O que os pais podem fazer para motivar os pequenos? Da Confederação Espanhola de Associações de Pais de Estudantes, CEAPA, várias dicas são dadas a esse respeito. Um primeiro passo é fazer com que as crianças vejam a importância de alcançar seus objetivos, estas devem representar a principal recompensa pelo sacrifício de esforço.


De uma melhor perspectiva de trabalho para uma melhor visão de si mesmo. Faça a criança ver que o esforço de hoje será um benefício no futuro. importante. O trabalho também deve ser feito para melhorar a auto-estima das crianças:

- As expectativas dos pais devem sempre ser consistentes com as habilidades dos pequenos.

- Os pais devem fazer as crianças verem que elas têm um grande conceito delas e que confiam plenamente em suas habilidades.

- Torne-os conscientes de que suas realizações correspondem ao seu trabalho e não a fatores externos.

Damián Montero

Vídeo: "BRIGA NA ESCOLA"; Aluna apanha de mulher adulta, mulher briga com menina na porta do colégio no RJ


Artigos Interessantes

O que comer durante a amamentação

O que comer durante a amamentação

Após o nascimento e com a chegada do bebê, chega um momento chave na vida da mulher: amamentação. Este período é o de maior exigência nutricional, porque através da mãe está alimentando outro ser...