A influência do estilo de vida materno na saúde das crianças, segundo Harvard

A mãe é uma figura com um grande influenciar no desenvolvimento de todas as crianças. Dia após dia, as ações e o estilo de vida adotado ecoa nas crianças a ponto de definir a saúde a longo prazo dos menores da casa. Isto é o que Harvard mostrou em um de seus últimos trabalhos, onde analisou de perto os casos de 17.000 mães.

Uma análise de 25.000 crianças e adolescentes entre 9 e 18 anos e aqueles que foram acompanhados de perto para verificar se o seu estado de saúde tinha algum tipo de relacionamento com o estilo de vida de suas mães. Dados que buscam incentivar as famílias a optarem por rotinas mais saudáveis ​​que sirvam de exemplo para os membros mais jovens da família e acabem garantindo a elas uma boa saúde a longo prazo.


Cinco hábitos saudáveis

Os resultados desta análise mostraram que os filhos de mães que tinham cinco hábitos saudáveis ​​tinham até 75% menos de possibilidades de desenvolvimento de obesidade a longo prazo do que o resto dos casos em que estes costumes não ocorreram. Especificamente, as rotinas a que esta pesquisa se refere são as seguintes: exercício regular, alimentação saudável, manter peso adequado, moderação com álcool e evitar fumar.

Pelo contrário, os pesquisadores descobriram que aqueles filhos de mães com problemas de peso e que tinham hábitos de vida menos saudáveis, como fumar ou não praticar, acabaram apresentando problemas de obesidade a longo prazo. Os responsáveis ​​por este trabalho garantem que as mães com Índice de massa corporal adequada, entre 18,5 e 24,9, teve até 56% mais chance de permanecer em um peso adequado.


Outro dado que foi mostrado neste estudo é que o fato de as mães fumarem também teve impacto na presença desse mau hábito nos pequenos. O risco de as crianças serem consumidoras de cigarros diminuiu 31% quando a mãe não apresentava essa rotina doentia.

Finalmente, os pesquisadores destacaram que no terreno nutritivo nenhuma relação foi encontrada entre os cardápios das mães e as rotinas dietéticas dos mais jovens. Os responsáveis ​​por este estudo indicaram que esse resultado se deve à influência exercida por outras entidades, como a cantina escolar ou visitas a casas de pares.

Hábitos para inculcar

Enquanto a influência da mãe é inegável no desenvolvimento de cada criança, ambos os pais são responsáveis ​​por instilar hábitos de vida saudáveis ​​para garantir boa saúde aos pequeninos Estes são alguns dos oferecidos pela Confederação Espanhola de Associações de Pais de Estudantes, CEAPA:


- Boa alimentação. Começando com um café da manhã onde é cedo o suficiente para fazê-lo no ritmo certo e com o grupo de alimentos recomendados (laticínios, cereais e frutas ou suco), até o resto das cinco refeições por dia, deixando de lado as gorduras saturadas.

- Coloque de lado refrigerantes açucarados como um método para hidratar e apostar na água como uma fórmula usual.

- Os alimentos não devem ser usados ​​como conforto, recompensa ou punição. Usar comida para recompensar ou confortar fará com que as crianças aprendam a usá-la quando se sentirem tristes, infelizes, zangadas etc.

- Apostar em um hábito de vida menos sedentária. Aproveitando a chegada do bom tempo para realizar atividades fora de casa é sempre uma boa idéia, você também pode inscrever os pequenos em atividades esportivas.

Damián Montero

Vídeo: Epigenetics and the influence of our genes | Courtney Griffins | TEDxOU


Artigos Interessantes

Tipos de pais: com qual você se identifica?

Tipos de pais: com qual você se identifica?

Educar uma criança não é fácil, você precisa ter paciência, perseverança e empatia. O tipo de educação que damos a nossos filhos influenciará o desenvolvimento de sua personalidade. E não estamos nos...