Reclamações por conteúdo impróprio para menores caiu em 2017

Poucas casas fazem sem televisão. Ao longo dos anos, este dispositivo tornou-se um aparelho essencial nas famílias e suas emissões são vistas por todos os membros deste núcleo. As crianças também são espectadoras dessa programação, então a missão dos pais é monitorar o que seus filhos vêem nessa tela.

No caso em que os pais acreditam que o conteúdo não é adequado para seus filhos, eles têm um mecanismo para reivindicar. Esta missão é responsável por Comitê de Auto-Regulação de Conteúdos de Televisão e Crianças que durante 2017 registrou menos queixas dos pais.

43 reclamações menos

Durante o ano de 2017, o Comitê de Auto-Regulação da Televisão e Conteúdo Infantil gerenciou um total de 71 reclamações através da forma que oferece em seu pagina web. Essas queixas estavam relacionadas ao conteúdo emitido durante as horas de proteção infantil, das 6 da manhã às 10 da noite.


Das 71 reivindicações registrados por essa organização, 55 estavam relacionados a um programa de televisão, 13 a anúncios e 3 a adiantamentos de programação. De todas essas reclamações apresentadas ao Comitê de Auto-Regulação da Televisão e Conteúdo Infantil, apenas 58 delas foram resolvidas por essa entidade e apenas a emissão de 2 delas foi considerada um inconveniente.

Para considerar o conteúdo como um inconveniente, o Comitê de Auto-Regulação da Televisão e Conteúdo Infantil baseia-se nos seguintes indicativo:

- Os programas classificados como "não recomendado para menores de 18 anos" em horário protegido (das 6:00 às 22:00) não podem ser emitidos.


- Programas classificados como "não recomendado para menores de 12 anos" nas bandas de proteção reforçadas (das 08:00 às 09:00 e das 17:00 às 20:00, de segunda a sexta e de 9: 00 a 12:00 horas sábados e domingos e certos feriados nacionais).

- A promoção de programas "não recomendados para menores de 18 anos" nas faixas de proteção reforçada será evitada. No resto do horário protegido, será evitado que inclua as imagens ou sons que são a causa dessa classificação.

- Evitar-se-á que a promoção de programas "não recomendados para menores de 12 anos" inclua durante o horário de imagens de proteção reforçada ou sons que são a causa dessa classificação.

Como fazer bom uso da televisão

Aprender a usar a televisão é muito importante dentro das famílias, dada a presença deste aparelho no dia do menor. Estas são algumas dicas para o uso correto deste aparato:


- A televisão não é uma babá. Apesar de distrair, a televisão não deve ser um elemento que substitua os pais e ocupe a atenção da criança enquanto eles estão envolvidos em outras tarefas.

- Não apenas assista TV. Após a transmissão de um programa de televisão, recomenda-se que os pais se sentem com os filhos e tentem dialogar com eles.

- Conheça a oferta de conteúdo de televisão. Saber o que é transmitido ajudará a poder escolher o que é visto na televisão e o que não é, assim como saber se um material é recomendado para crianças ou, pelo contrário, é melhor evitá-lo.

- Não use televisão como castigo ou prêmio. Se os pais permitem assistir televisão quando se comportam bem e, ao contrário, quando apresentam um mau comportamento, isso fará com que a criança perceba que este aparelho é um árbitro na vida familiar.

Damián Montero

Vídeo: Facebook me bloqueou para postar vídeos Como reativar está função


Artigos Interessantes

Renault Espace: robusto, elegante e inovador

Renault Espace: robusto, elegante e inovador

A última geração do Renault Espace passa por uma transformação que lhe permite entrar no campo da Grandes SUVs, com uma nova imagem e inovações técnicas. Tem um comprimento de 4,86 ​​metros e um...

Como resolver conflitos na sala de aula

Como resolver conflitos na sala de aula

Em todas as salas de aula, os conflitos existem em algum momento ou outro. Conflitos entre estudantes são inevitáveis ​​e não precisam ser ruins. E se isso é um problema, é o uso inadequado da...

Co-dormindo, é bom dormir com o bebê?

Co-dormindo, é bom dormir com o bebê?

Co-dormir é uma prática pouco conhecida na sociedade ocidental, embora pouco a pouco comece a falar mais sobre ela, bem como valorizar os benefícios que ela acarreta para o bebê. Nós chamamos de...

Higiene: o perigo silencioso que se esconde na rede

Higiene: o perigo silencioso que se esconde na rede

Foto: ISTOCK Aumentar a fotoO anonimato é uma das palavras que melhor definem a internet. Durante os dias em que nossos filhos passam navegando, é possível encontrar alguém que não seja quem eles...