Essa é a influência dos avós nos netos

Atualmente, devido a responsabilidades excessivas de trabalho e mudanças na estrutura familiar (entre outras), a avós eles substituem os pais cumprindo funções que são exclusivamente deles. Em muitas ocasiões, os pais economizam dinheiro e ganham confiança de que seus filhos são bem cuidados.

Essa confiança e a segurança que elas proporcionam é, por sua vez, um amortecedor emocional para os filhos da casa. Em outras ocasiões, avós assumem uma série de responsabilidades ser capaz de ajudar seus filhos, de tal modo que qualquer comportamento de negação ou limites caia no esquecimento pela idéia prevalecente de "tudo para meus filhos e tudo para meus netos".


Os avós tornam-se assim uma figura que transmite afeição, em conselheiros indispensáveis, enquanto testemunham a evolução física, mental e emocional que experimentam. netos, especialmente nos primeiros anos da infância.

Como é a figura dos avós no presente?

Atualmente e com a crise econômica, onde o desemprego e as dificuldades financeiras nas famílias aumentaram, os avós contribuem, direta e indiretamente, para a economia familiar, bem como o cuidado e a educação dos netos.

Em muitos casos, ao cuidar de seus netos, eles poupam aos pais uma quantia importante que, de outra forma, eles deveriam investir em uma pessoa para cuidar dos filhos enquanto os pais trabalham. Em outras ocasiões, alguns dos pais podem encontrar-se em uma situação de desemprego eventual e os avós contribuem ou estão ocupados, de forma transitória ou prolongada, de muitas das despesas que são geradas pela casa e pelas crianças. Esse papel necessário dos avós em particular significou uma grande contribuição para suas famílias e para as esferas social e econômica de muitos países ocidentais.


Como os avós contribuem emocionalmente para as crianças?

A figura do avô são referentes emocionais na vida dos netos, independentemente da frequência e duração do tempo que passam com eles. São pessoas sábias e maduras, geralmente dispostas a dedicar tempo, paciência e compreensão, além de transmitir aprendizado através de suas experiências vividas.

É preciso dizer que, embora os avós não tenham a função de educar e educar os filhos como fazem os pais, eles têm a função de complementar e expandir os referentes de aspectos como respeito, prudência ou escuta. Por essa razão, os pais tendem a ser mais impacientes, menos compreensivos e mais exigentes com os filhos do que os avós.

O diferença chave entre pais e avós é que eles adquiriram a sabedoria da experiência ao longo dos anos, viveram e superaram os estágios de criar seus próprios filhos e agora têm a disposição necessária para desfrutar do desenvolvimento e crescimento de seus netos e netos.


O avós tornam-se cuidadores e acompanhantes gerando um apoio emocional que influencia positivamente o vínculo com os netos, traduzido em abraços, beijos e intermináveis ​​horas passadas aprendendo umas com as outras, proporcionando segurança, cordialidade e segurança. Em muitas ocasiões, eles se tornam aliados e guardiões de seus segredos, pois se limitam a ouvir, ensinar sem reprovação, juízos de valor ou críticas.

Quais são as emoções que podem surgir dos pais?

Todos os pais que precisaram deixar seus filhos com seus avós ou alguma outra alternativa (creche, babá, etc ...) experimentaram sentimentos de culpa, desamparo e frustração, já que não podem dedicar o tempo necessário à paternidade e à maternidade. a educação de seus filhos, sentindo a "perda emocional" por não testemunhar o crescimento de seus filhos.

Também pode haver sentimentos de "ciúme" dos pais em relação aos avós, pois eles podem ter certas crenças que "se intrometem" em suas vidas e em sua maneira de educá-los. O surgimento dessas emoções é compreensível quando são os avós que passam mais tempo com os filhos, devido aos horários e responsabilidades profissionais dos pais.
No entanto, a realidade nos torna conscientes de que é impossível lidar totalmente com elementos como o trabalho, o casal, a casa ou os amigos.

Como aliviar responsabilidades e evitar tensões?

A fim de gerenciar as diferentes emoções tensas que ocorrem, é necessário que as duas gerações concordem com as diretrizes fundamentais, respeitando os papéis e responsabilidades de ambos.

1. Como muitos pais como mães Eles devem retaliar com a ideia de que tudo pode ser controlado gerando grandes doses de ansiedade.

2. Pensar que enquanto os netos estão com os avós, Fortalece sua educação e desenvolvimento, mas nunca desempenhará o papel de pai ou mãe.

3. Desprenda do sentimento de culpa: Menores valorizarão a qualidade do tempo mais do que a quantidade. Eles precisam de pais amorosos e próximos.

4. É importante que os avós respeitem em todos os momentos a figura dos pais e suas responsabilidades.

5. Se houver alguma discrepância É importante que ambos os pais e avós o comuniquem sem a presença de menores.

Ángel Bernal Caravaca. Psicólogo e mediador. Co-fundador da Lomber Soluciones Cyberbullying.

Vídeo: Como Lidar com Avós que Estragam os Netos | Ivan Maia


Artigos Interessantes

Estresse pós-traumático: como superar

Estresse pós-traumático: como superar

Ao longo da vida, qualquer um de nós pode viver uma experiência que escapa ao nosso controle, nos causa medo e nos faz sentir aterrorizados e horrorizados. Essas experiências podem ser muito variadas...

Bondade: 30 ideias para aprender a dar graças

Bondade: 30 ideias para aprender a dar graças

Quando as crianças são pequenas, especialmente antes dos 6 anos, a gentileza é alcançada pela repetição de atos, porque não têm capacidade de compreender as profundas razões da educação e das boas...