Medo de voar de avião: dicas para superar suas fobias

O verão já está aqui e com ele as férias esperadas e merecidas Você já escolheu o destino da sua viagem? Ou, no entanto, você é um daqueles que prefere ficar perto de casa medo de voar de avião... Se você se juntar a este último, chegou a hora de superar suas fobias.

Por que nós temos medos?

O ser humano tem certos medos evolutivos codificados em genes. Tendo sobrevivido como espécie há milhares de anos, existem certos estímulos que são mais propensos a gerar emoções de ansiedade ou medo.

É o caso de medo de voar. Para o ser humano, não há mais situação artificial do que entrar em um tubo gigante de metal que voa a 10 mil metros de altura.


O que são fobias?

Fobias são medos intensos e irracionais para certos estímulos. As pessoas que os sofrem sabem perfeitamente, em um nível racional, que as chances de algo terrível acontecer são poucas. No entanto, há uma alta ativação emocional ao interagir com esse estímulo temido.

Isso também acontece com o medo de voar. O medo não só desencadeia quando entramos no avião, mas ao simples pensamento, podemos sentir ansiedade. Portanto, é comum que situações como embarque, empacotamento ou reserva do voo gerem angústia.

Por que as fobias são mantidas com o tempo?

Em todos os problemas de medo ou ansiedade, a variável que explica a manutenção do problema é a evitação desses estímulos.


Quando evitamos ou escapamos do que nos assusta, confirmamos ao nosso cérebro que é realmente perigoso, de modo que reforça a associação entre ativação emocional e estímulos fóbicos.

Temos que ter em mente que, na realidade, as fobias são desencadeadas por estímulos que não são perigosos. Ter medo dos leões é totalmente normal e adaptativo, e escapar deles nos ajudará a salvar nossas vidas. Longe de representar um problema, será uma grande vantagem.

O que eu quero transmitir a você com isso é que você não tem que superar todos os medos, há muitos deles que nos ajudam a permanecer vivos.

Se conseguirmos enfrentar nossos medos, e estes não se materializarem em perigo real, o cérebro irá negar que esses estímulos são perigosos e, pouco a pouco, a ativação emocional diminuirá.

Como superar o medo de voar?

A exposição a esses tipos de situações é a terapia mais eficaz para eliminar fobias. Mas uma das chaves do sucesso é expor-se frequentemente a estímulos. Não temos que fazer tudo de uma só vez, podemos fazer uma hierarquia de situações que geram medo ou ansiedade e superá-los pouco a pouco.


Mas, no caso do medo de voar, há um problema: geralmente não temos a oportunidade de andar de avião todos os dias, então o que podemos fazer para viajar de avião sem medo?

1. Use a imaginação. Não há necessidade de a situação ser vivida para superar a fobia de voar. Tanto a exposição na imaginação quanto na realidade virtual provaram ser eficazes na eliminação desses tipos de medos. Acima de tudo, quando se trata de preparar-se para viver a situação real e não ter um mau tempo.

2. óculos de realidade virtual. Em algumas clínicas de psicologia, estão disponíveis óculos de realidade virtual para simular um voo e situações associadas. Garanto-lhe que é tremendamente realista e funciona muito bem, mas a realidade é que ter esta tecnologia de ponta não é comum. Então, podemos tentar com alguns truques, como vídeos simulados.

3. Vídeos Podemos pesquisar vídeos na internet gravados em aviões. Se, por exemplo, temos medo de decolar, podemos fazer uma seleção de quatro ou cinco vídeos, ficar confortáveis ​​em uma cadeira ou em um sofá (se parecerem os assentos do avião, melhor) e observá-lo até que a ansiedade diminua.

Se fizermos isso todos os dias, veremos que pouco a pouco a ativação está sendo menor. Como eu disse antes, é útil classificar os vídeos em uma hierarquia do nível mais baixo para o mais alto de ansiedade. Isto tornará mais fácil para nós e sofreremos menos quando superarmos a nossa fobia.

4. Vá ao psicólogo. De qualquer forma, deve-se dizer que uma fobia específica (o nome técnico do medo de voar), é um transtorno definido e, portanto, a melhor opção é ir a um psicólogo profissional. Desta forma, nos certificaremos de que um psicólogo supervisione a exposição hierárquica a esse tipo de estímulo.

O verão é um momento perfeito para investir tempo em si mesmo e superar medos irracionais. É uma época em que temos mais horas para trabalharmos em nosso desenvolvimento pessoal.

Supere seus medos. Você já sabe por onde começar. Estas férias que nada impede que você faça as malas.

Jesus Matos. Psicóloga especialista em gestão de tristeza e bem-estar, fundadora do En Equilibrio Mental.

Pode interessar-te:

- Medo de rejeição social em crianças e adolescentes

- Medo de dormir fora de casa

- Medo de crianças por idades

- Medos em crianças. Chaves para crescer sem eles

Vídeo: COMO PERDI O MEDO DE AVIÃO?


Artigos Interessantes

A creche-cheque ajuda no retorno à escola

A creche-cheque ajuda no retorno à escola

A decisão de levar seu filho ao berçário ou berçário é, em muitos casos, uma decisão difícil. Mas além do custo emocional, devemos adicionar o custo econômico envolvido nas famílias, uma vez que A...

Idade corrigida em bebês prematuros, o que é isso?

Idade corrigida em bebês prematuros, o que é isso?

Um bebê prematuro gera muitas dúvidas nos pais da mesma. Das necessidades do mesmo aos termos que definem as situações pelas quais essas crianças vão. Para resolver estas questões, o Associação...

Mordidas de cachorro, como proceder nesta situação

Mordidas de cachorro, como proceder nesta situação

O mascotes Eles são muito atraentes para os pequeninos da casa. Seja ele próprio ou de amigo, vizinho ou conhecido, uma cena muito comum em muitas crianças é ficar apaixonada por um cachorro e querer...