Criatividade: traços de uma pessoa criativa

O criatividade não é algo exclusivo de um tipo de pessoa nem está ligado a qualquer atividade humana como tal. Embora algumas pessoas possam nascer mais talentosas do que outras para a criatividade porque usam mais da parte esquerda de seu cérebro, também é verdade que elas podem ser ensinadas a serem criativas. No entanto, há uma série de 7 características comuns compartilhadas por pessoas criativas.

O equilíbrio da capacidade criativa

A criatividade requer a implementação e equilíbrio de três tipos de capacidades: sintética, analítica e prática.

1. O sintético é o que normalmente consideramos criatividade: a capacidade de ir além do que é normal, o que todo mundo sabe ou supõe, para gerar idéias novas e interessantes. Bons pensadores sintéticos veem conexões que os outros não vêem.


2. Analytics é a capacidade de analisar e avaliar ideias reconhecendo o melhor.

3. A prática é o que faz você perceber se uma ideia "pode ​​ser vendida ou não" para outras pessoas.

7 traços de uma pessoa criativa

Talvez seja algo difícil de definir, mas se analisarmos as pessoas que se destacaram pela criatividade, poderíamos encontrar essas características em comum. Isso nos ajudará a descobrir se nosso filho tem um gênio criativo.

1. Ele questiona o que todos aceitam.
Aqueles que ousaram questionar as idéias que todos aceitaram foram criticados, ou mesmo perseguidos, embora mais tarde tivessem o reconhecimento de todos. Se aceitarmos tudo sem questionar, nunca veremos alternativas diferentes. Quando nossos filhos perguntam, eles simplesmente pedem explicações para o que aceitamos sem questionar.


Nesse caso, eles exercem à sua maneira a mesma independência que os grandes cientistas e inventores. Einstein veio enfatizar que essa curiosidade infantil era a semente da criatividade. No adulto, manifesta-se e desenvolve-se com o espírito crítico. Existem muitos exemplos dessa característica, mas poderíamos dizer, por exemplo, que Os irmãos Wright desafiaram a antiga crença de que a humanidade nunca voaria.

2. Reconhecer padrões e regularidades.
Isso significa perceber semelhanças ou diferenças significativas em sistemas, objetos, idéias, eventos ou fenômenos físicos. Ao procurar essas regularidades, tentamos dar forma coerente ao mundo e nos preparar para fazer previsões. Detectar padrões de comportamento no desconhecido é uma maneira de criar ordem no caos.

A ciência está cheia de exemplos dessas habilidades criativas. Gregor Mendel, ao cruzar diferentes tipos de ervilhas, observou regularidades que o levaram a uma nova ideia sobre o herança de caracteres. O teoria tectônica De placas é outro exemplo de como as correspondências encontradas nos fundos oceânicos levaram aos cientistas uma nova ideia sobre a contínua mudança da crosta terrestre.


3. Veja as coisas de maneira diferente.
Ou, o que é o mesmo, para transformar o familiar em um estranho e perdê-lo em um familiar. Uma nova perspectiva Uma nova imagem Ser capaz de veja o novo no que vemos todos os dias. Este é também um aspecto e um componente da criatividade. Quem é capaz de dizer um novo adjetivo na mesa diante de nós, de imaginar a gaiola a partir da perspectiva do canário, de representar ao mesmo tempo o exterior e o interior de um telefone, de pintar a passagem do tempo sobre as uvas de uma fruteira?

4. Imagine novos relacionamentos.
Criar conexões é algo como o momento de um romance policial no qual o autor subitamente apresenta a relação entre dois eventos ou personagens. Ao criar associações, podemos aplicar conhecimento a novas situações ou sistemas, tirar conclusões, imaginar causas. Por exemplo, Edward Jenner percebeu que a varíola nunca atacou as ordenhadoras, e estabelecendo um relacionamento dizendo que a imunização que eles tinham era por ter sido exposta à varíola bovina benigna, levou à ideia de vacinação.

5. Risco e perseverança.
Ou seja, ousar começar novas maneiras ou pensar em novas idéias sem ter controle prévio do que pode vir como resultado. As pessoas criativas devem ser capazes de arriscar, sem serem apanhadas pelo medo de estarem erradas. Eles também devem ter provas, para repetir uma experiência quando os primeiros resultados não são satisfatórios, ou encontram dificuldades.

Colombo e Magalhães, Marco Polo e outros exploradores enfrentaram riscos quando partiram em seus barcos para mares desconhecidos. Alexander Graham Bell empreendeu novas aventuras mesmo depois de ter conseguido com o telefone. Alguns, como o pulmão de aço, trabalhavam, outros, como o fotofone, não. O fracasso é uma informação útil, porque a eliminação de possíveis alternativas nos ajuda a estreitar o leque de soluções. A maneira mais elementar de aprender é por "tentativa e erro": dar um passo, cair, levantar, dar outro passo ...

6. Aproveite as oportunidades.
E isso significa saber aproveitar resultados inesperados. Parece que a pessoa criativa sabe ver as coisas que acontecem por acaso e Pasteur já disse que o acaso favorece apenas mentes preparadas. Charles Goodyear descobriu o processo de vulcanização da borracha por acaso. Eu experimentei várias substâncias químicas, tentando encontrar aplicações para goma virgem. Um dia, inadvertidamente, algumas gotas de borracha caíram em um fogão quente. Quando ele viu como a área manchada parecia, ocorreu-lhe que o calor resolveria seu problema.

7. Trabalhe em equipe.
Pode parecer estranho para alguém que pensa na criatividade como algo individual, mas a história das descobertas científicas também sugere isso. Uma rede é mais forte que o conjunto de threads separadamente. Equipes de pessoas servem para trocar idéias, pontos de vista, perguntas e estímulos. A equipe é essencial para o contraste, para enriquecer perspectivas, para detectar erros.

Marisol Nuevo Espín

Vídeo: COMO SER CRIATIVO ?


Artigos Interessantes

Pare de cyberbullying: 63% aconselham contar

Pare de cyberbullying: 63% aconselham contar

Coloque um freio cyberbullying É o objetivo no presente. Para enfrentar este grave problema social entre adolescentes e jovens, é necessário conscientizar sobre o problema e buscar soluções de baixo...

Como fascinar adolescentes lendo

Como fascinar adolescentes lendo

O lendo mobiliza e treina as qualidades de inteligência e sensibilidade. Despertar o interesse dos adolescentes lendo isso os ajudará a discernir valores morais e estéticos, desde que os coloquemos...

Este Natal, vamos ao cinema!

Este Natal, vamos ao cinema!

Neste Natal você pode tentar escolher um bom filme para ir ao cinema com toda a família. Depois, você pode ir ter um hambúrguer todos juntos, ou um sanduíche, sanduíche, etc, logo após a sessão. Ou...