Um novo estudo revela mais dados sobre a origem da gagueira

Você sabe o que é, você sabe como tratá-lo, mas você não sabe o que é que o produz. O gagueira É uma desordem na fala bem conhecida de todos, mas cujas origens são desconhecidas com certeza. Fala-se em herança genética, maior dificuldade de aprendizagem, mas ninguém realmente abordou o que começar este problema.

Agora, um novo estudo realizado pelo Instituto da Mente em Desenvolvimento, pertencente ao Hospital Pediátrico de Los Angeles, encontrou um novo caminho de investigação que poderia explicar a origem do gagueira. Uma explicação que foi encontrada depois de analisar o cérebro de várias crianças que sofrem deste distúrbio na fala.


Gagueira: circuitos alterados no cérebro

Para saber mais sobre o que acontece no cérebro de uma pessoa que gagueja, esses pesquisadores analisaram os cérebros 47 crianças e 47 adultos, incluindo pessoas que gaguejaram e pessoas que não o fizeram. Para esta revisão, imagens de Proton ERM a fim de analisar os circuitos nessa área e detectar variações entre pessoas com esse distúrbio e outras que não.

Depois de analisar o metabolismo das células cerebrais, os pesquisadores notaram que algumas áreas dessa área do corpo alterado em pessoas que gaguejavam. Ou seja, as regiões afetadas e ligadas a esse transtorno incluíam uma rede de produção de fala que tem a ver com a regulação da atenção; e a rede emocional e de memória, que está envolvida com a regulação da emoção. Maior modificação neste sistema, supõe mais nível desta variação na comunicação.


Uma alteração nos circuitos que poderia mostrar que a origem da gagueira se origina no cérebro com uma rede neural que regula a fala nessas pessoas de uma maneira diferente. Além disso, como o médico indica Bradley Peterson, autor desta pesquisa, as informações reunidas corroboram a tese de que esse transtorno se origina no cérebro.

Fale com um filho gago

A gagueira é um problema sério que afeta muitas crianças, não só porque causa problemas ao se comunicar com outras pessoas, mas porque o sentimento de vergonha pode fazer a criança se sentir constrangida ao conversar com seus colegas. Portanto, devemos saber como abordar essas crianças para ajudá-las e incentivá-las a interagir com outras pessoas sem se sentirem mal:

- Fale com a criança de uma maneira lento e vagaroso. Quando a criança tenta dizer alguma coisa, você tem que deixá-la terminar e esperar alguns segundos antes de responder.


- Reduzir o número de perguntas o que é feito para as crianças. -Utilize expressões faciais e qualquer outro tipo de comunicação não verbal para dialogar com a criança.

- dedique tempo todos os dias para cuidar de crianças. Momentos de calma e tranquilidade para construir a confiança desses pequeninos.

- Ajudar todos os membros da família a aprender sobre o por sua vez tomando e escutar. As crianças que gaguejam encontram este modo de falar mais fácil quando há poucas interrupções.

- Observe o modo de interação com a criança. Devemos aumentar os momentos dedicados a praticar conversando com os pequenos.

Damián Montero

Vídeo: Sonda Juno revela novos dados do maior planeta do sistema solar


Artigos Interessantes

Trabalhe paciência com a família

Trabalhe paciência com a família

O paciência É uma virtude difícil de alcançar, mas fácil de perder. Situações estressantes podem exceder qualquer um, até mesmo adultos. Um exemplo claro é pedir constantemente a uma criança que se...

Ford apresenta a nova galáxia

Ford apresenta a nova galáxia

A empresa americana Ford apresentou o novo Galaxy, modelo que incorpora um design atualizado, grande espaço interior e notícias em termos de equipamentos tecnológicos, além de um capacidade para sete...