Higiene: o perigo silencioso que se esconde na rede

Foto: ISTOCK Aumentar a foto

O anonimato é uma das palavras que melhor definem a internet. Durante os dias em que nossos filhos passam navegando, é possível encontrar alguém que não seja quem eles dizem ser. Um problema que os adultos sabem facilmente resolver, mas que o mais novo pode ficar sobrecarregado, especialmente quando a pessoa que está mentindo está posando como alguém da mesma idade e pede informação privada.

Esta trapaça na internet é conhecida como aliciamento, um perigo que se esconde nas redes e que pode chegar a qualquer momento em silêncio e que tem sido incentivado pela expansão de dispositivos como smartphones e tablets.


O que é grooming

O aliciamento é um fenômeno que pode ser traduzido para o espanhol como "bajulador" e que descreve as práticas on-line que alguns adultos fazem para ganhar a confiança de um menor fingindo ser quem não são. Essa pessoa mostra empatia, amor, etc. com o objetivo de atrair menores para fins sexuais (como a obtenção de fotografias íntimas da vítima.

Este problema não termina na obtenção dessas fotografias, mas sim geralmente vai mais lá. Uma vez atingido esse objetivo, o assediador ameaça a vítima com a publicação dessas imagens, caso ele não envie mais. Uma sugestão que tira proveito do medo de que a criança seja descoberta por seus pais.


O que fazer contra o aliciamento

O melhor é sempre prevenir em vez de curar. Se os menores começarem a usar a Internet de forma autônoma ou quando já tiverem perfis nas redes sociais, é necessário lembrá-los de alguns meios para evitar o preparo:

1. Não fornecer nunca imagens ou informações privadas para qualquer pessoa na internet. Muito menos compartilham experiências privadas das quais a chantagem pode surgir.

2. Evite isso elementos privados como senhas ou qualquer outra senha para acessar perfis nas redes sociais caem nas mãos daqueles que não deveriam conhecê-los.

3. Ser sempre alerta e nunca aceite ninguém em redes sociais que seja desconhecido. Mesmo que as amizades sejam compartilhadas nessas plataformas, é sempre preferível mantê-las longe.

5. Peça ajuda em qualquer um desses casos. A criança deve saber que nunca estará sozinha e que, se estiver em uma dessas situações, haverá um adulto para apoiá-lo e fazer com que tudo aconteça.


6. Tenha uma boa equipe de segurança para impedir a invasão de outros usuários. Um bom antivírus e programas anti-spyware devem estar sempre instalados no computador.

7. Sempre relatar. É necessário informar as autoridades sobre este crime uma vez que tenham prova disso. É a única maneira de acabar com este problema porque, mesmo que o menor seja salvo, pode acontecer que alguém se torne uma vítima.

8. Computador sempre na sala de estar. Se a criança usa a Internet na frente de todos, você sempre pode perceber atitudes que indicam nervosismo por causa de um desses casos.

Damián Montero

Vídeo: WI-FI O PERIGO DA RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA PARA A SAÚDE HUMANA


Artigos Interessantes

Que tipo de personalidade nossos filhos têm

Que tipo de personalidade nossos filhos têm

Cada pessoa é como um floco de neve, não há dois exatamente o mesmo. Isso se reflete em um estudo da Universidade Carlos III de Madri que encontrou quatro tipos básicos de personalidade em que eles...