86% das crianças de 13 anos têm celular

Três das quatro crianças de 12 anos de idade em Espanha já têm telefone celular. Esse número aumenta após 13 anos, uma vez que a porcentagem de menores que têm Smartphone nesta idade é 86%. Isto é indicado pela Pesquisa sobre Equipamentos e Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação em Lares realizada pelo Instituto Nacional de Estatística, INE.

Aumento de 2,8 pontos

A pesquisa do INE reflete como as novas tecnologias foram introduzidas nas gerações mais jovens. Se esses dados forem comparados com o mesmo trabalho em 2015, será verificado que o número de crianças sob entre 10 e 15 Os anos que possuem um telefone aumentaram 2,8 pontos percentuais. Crescimento que ocorreu pelo terceiro ano consecutivo e deverá aumentar em 2017.


Esta pesquisa verificou o uso de outros dispositivos pelas novas gerações. Nesse sentido, o 94,5% de crianças entre 10 e 15 anos usam o computador assiduamente. Um teste que mostra como as novas tecnologias estão cada vez mais presentes nas vidas dos mais jovens.

Smartphone para navegar

Jovens entre 10 e 15 anos surfam na rede com assiduidade. Sua ferramenta favorita para isso é o Smartphone, metade utilizada por 93,3 por cento dos participantes deste trabalho. O próximo dispositivo mais utilizado para essa atividade é o computador portátil, 57,8% dos entrevistados, e em terceiro lugar, o computador de mesa, 45,4%.


Também não é estranho que o número de famílias que têm acesso à rede aumentaram. Se em 2015 78,7% das casas tinham internet, em 2016 esse número cresceu para 82%. Esses dados se traduzem em cerca de 13 milhões de residências conectadas ao mundo virtual.

Garantir o uso correto

Um bom treinamento pelos pais ajudará a tornar o uso desses dispositivos apropriado.

1. Responsabilidade. Se a criança receber um smartphone, ele deve aceitar uma série de regras para uso responsável. Se você violá-los, haverá consequências.

2. Comentários. Entre essas regras deve estar a revisão da atividade que a criança realiza. Você deve aceitar que os pais possam ver, de tempos em tempos, o uso que você faz com seu celular.

3. Filtros parentais. O filho deve aceitar que os navegadores e outros aplicativos instalem filtros para impedir o acesso a conteúdo não recomendado para sua idade.


4. O celular proibido na escola. Podemos querer que a criança leve um smartphone para a escola para ser localizada em caso de emergência. Mas só por isso, não por diversão ou distração. Na classe, o celular não deve ser usado.

5. Cuidado com as informações pessoais. A criança nunca deve fornecer informações que possam dar pistas sobre como localizá-la. Caso esses dados sejam necessários para instalar um aplicativo, os pais devem ser consultados para avaliar a segurança.

6. Cuide do telefone. Não só deve garantir a integridade física do celular, você também tem que ter cuidado para não instalar aplicativos de origem duvidosa que podem abrir a porta do smartphone para outras pessoas.

7. O telefone não é sua vida. Devemos transmitir à criança que seu celular é uma ferramenta, não um objeto pelo qual ele possa viver. A necessidade de se relacionar pessoalmente e depender o mínimo possível deste objeto deve ser inculcada.

8. Aprendendo com os erros. É inevitável que a criança exceda ocasionalmente o uso do telefone celular. Aproveitaremos essas situações para melhorar sua educação.

9. Comunicação. Se alguém começar a incomodar uma criança através do seu celular, eles devem saber que a primeira coisa a fazer é informar os pais sobre esta situação.

10. Não o use para assédio. A criança pode achar engraçado brincar de brincadeira com um amigo através de seu smartphone. Você tem que fazê-lo ver que, assim como ele pode ser incomodado para receber esses agradecimentos, para a outra pessoa também.

Damián Montero

Vídeo: NÃO JOGUE AVAKIN LIFE SAIBA O PORQUÊ


Artigos Interessantes

Pare de cyberbullying: 63% aconselham contar

Pare de cyberbullying: 63% aconselham contar

Coloque um freio cyberbullying É o objetivo no presente. Para enfrentar este grave problema social entre adolescentes e jovens, é necessário conscientizar sobre o problema e buscar soluções de baixo...

Como fascinar adolescentes lendo

Como fascinar adolescentes lendo

O lendo mobiliza e treina as qualidades de inteligência e sensibilidade. Despertar o interesse dos adolescentes lendo isso os ajudará a discernir valores morais e estéticos, desde que os coloquemos...

Este Natal, vamos ao cinema!

Este Natal, vamos ao cinema!

Neste Natal você pode tentar escolher um bom filme para ir ao cinema com toda a família. Depois, você pode ir ter um hambúrguer todos juntos, ou um sanduíche, sanduíche, etc, logo após a sessão. Ou...