Nutrição materna durante a lactação

Uma boa amamentação deve ser preparada já durante a gravidez. No período de gestação, a mãe bem controlada está fazendo reservas de gordura de cerca de dois a quatro quilos. Estas reservas são aquelas que servirão para satisfazer parcialmente as necessidades energéticas suplementares para a produção de leite materno.

Por um bom amamentação durante a lactação podemos calcular, que com essas reservas, eles são fornecidos com duzentos a trezentos kcal por dia durante os primeiros três meses de amamentação, o resto deve ser fornecido por alimentação.

O sucesso da amamentação

Com algumas exceções, todas as mães podem amamentar seus filhos. O sucesso da amamentação dependerá de alguns fatores:


- o desejo e a convicção da mãe de poder amamentar.

- A sucção do bebê, que irá estimular a secreção.

- A alimentação da mãe, que permitirá a produção de leite em quantidade e qualidade suficientes para alimentar o bebê.

O interesse pela amamentação vem aumentando significativamente nos últimos anos, motivado por descobertas científicas que demonstram a superioridade desse tipo de alimentação em relação a outras fórmulas.

Entretanto, é justo ressaltar que o leite artificial é cada vez mais completo e é uma boa fonte de amamentação quando isso não é possível.

Necessidades nutricionais das mulheres durante a amamentação

Durante o período de amamentação, as necessidades nutricionais da nutriz são maiores que as da gestação. Deve-se ter em mente que fazer um litro de leite supõe para a mãe uma despesa adicional de setecentas quilocalorias, bem como maiores necessidades para aqueles nutrientes que intervêm na produção de leite materno: vitaminas, cálcio, fósforo e água.


É evidente que as necessidades nutricionais da mãe variam dependendo do estado nutricional e da quantidade de leite secretado. Em qualquer caso, devemos lembrar que as necessidades energéticas, nutritivas e hídricas são maiores do que as das gestantes e, nos casos de sobrepeso ou obesidade, não será o momento mais adequado para iniciar uma dieta hipocalórica.

Recomendações dietéticas para mães que amamentam

- A ingestão diária de água ou líquidos como leite, caldos, infusões ou sucos não açucarados, não deve ser inferior a dois litros.

- A ingestão diária de leite ou produtos lácteos Não deve ser inferior a um litro. Tenha em mente que um copo de leite é equivalente a dois iogurtes, ou 75 gramas de queijo fresco ou 40 gramas de queijo curado ou dois cremes ou dois cremes.

- Evite comer alimentos que possam "azedar" o sabor do leite Como podem ser: a couve-flor, o repolho, a alcachofra, o rabanete, o aspargo, a carne de caça e o alho, a cebola e o pimentão cru.


- Evite bebidas alcoólicas, estimulantes ou adoçados.

- Evite refeições muito picantes ou muito copiosas. O mesmo princípio que na gravidez continua válido: "não é necessário comer por dois".

Pedro J. Toranzos Carazo. Farmacêutico e Nutricionista

Vídeo: PBB Colo de Mãe - Alimentação Durante a Lactação


Artigos Interessantes

Novas medidas contra o tabagismo passivo em crianças

Novas medidas contra o tabagismo passivo em crianças

Embora muitos pais não conheçam o efeito real do tabaco em seus filhos, o chamado "fumo passivo", isto é, o fumo passivo, é muito agressivo quando as crianças o inalam. A razão é que ela é em...