Audição em crianças, essencial no desenvolvimento da linguagem

Bebês e crianças aprendem muitas coisas por imitação e, no caso do desenvolvimento da linguagem, acontece a mesma coisaou Para que uma criança aprenda a falar, é necessário que ela tenha uma boa audição que lhe permita discriminar os diferentes sons. Com esses jogos e atividades, você pode estimular a audição do seu filho para que ele possa começar a falar.

O treinamento auditivo do bebê é vital e começa com a descoberta de "ruídos naturais", que ensinam seu filho a apreciar diferentes qualidades sonoras. Portanto, se considerarmos a linguagem oral como o elemento ativo e a audição como o elemento passivo, fazer com que seu filho aprenda a falar pronunciando as palavras adequadamente é fundamental uma audição correta que podemos estimular através de jogos de acordo com sua idade.


É importante ressaltar que a audição é mais responsável pelo desenvolvimento da linguagem e aprendizagem da leitura e da escrita do que a visão, uma vez que uma boa discriminação auditiva leva a um correto desenvolvimento da linguagem.

Estimulação da audição em crianças

Nos primeiros meses:

- Incentive seu filho a descobrir de onde vem o som com brinquedos musicais e tente relacionar o ruído ao movimento.

- Fale com ele de diferentes lugares, sussurre em seu ouvido e cante as músicas de seus filhos.

- Jogue uma variedade de músicas.

- Mude o tom da voz.

- Mostre-lhe livros com ótimas ilustrações, nomeando os objetos enquanto os aponta para fora.


De 1 a 6 anos:

- Repetir músicas ou poemas que rimam, por exemplo: "serragem, viu as madeiras de San Juan ..."

- Invente palavras que rimam: "Quantas palavras você consegue achar que rima com a palavra gato?"

- Fale com ele sobre os primeiros sons de palavras familiares, por exemplo: "Que som você ouve no início do seu nome?", "Você conhece alguma outra palavra que comece com o mesmo som?".

- Crie um livro com fotografias de todos os membros da família e procure por imagens de objetos que começam com a mesma letra de cada nome

De 2 a 4 anos:

- Descreva as ações realizadas pelo protagonista de uma história.

- Encha os potes de vidro com diferentes materiais para apreciar as diferenças sonoras ao movê-los.

De 4 a 6 anos:

- Leia histórias com ele e faça perguntas simples.


- Jogue para identificar sons produzidos pelo corpo (palmas, saltos e outros) e para nomear objetos de acordo com uma determinada característica, por exemplo: "Diga-me algo que é azul".

Exercícios fonoarticulatórios para praticar com seu bebê

Em casa podemos fazer exercícios com a boca com a criança, também conhecidos como fonoarticuladores. Por exemplo:

- Dar muitos beijos, nós o forçamos a usar a musculatura dos lábios.

- Encher balões de ar de modo que também use o sistema respiratório.

- Jogue para esticar muito a língua, tentar tocar o nariz é um bom exercício para crianças com dificuldade em pronunciar o "r". Mova-o para todos os lados.

- Na rua imitar sons, como por exemplo, que imita o som da moto "correr, correr, correr".

- Para praticar com o "g" diga-lhe para colocar a mãozinha no pescoço e fazer o som do "g"; Verifique como o seu pescoço se move, "gu, gu, gu".

Em suma, faça jogos com a língua, lábios e face para estimular todos os músculos envolvidos na fala.

Álvaro García

Conselheiro: Marisol Ramos. Psicóloga Clínica e Fonoaudióloga. Centro Médico Valdavia

Pode interessar-te:

-Teste para detectar boa audição do seu bebê

- Música em crianças melhora a audição

- Perda auditiva em crianças

- A audição de jovens, ameaçada por más práticas

Vídeo: D-04 - Lev Vigotski - Desenvolvimento da linguagem


Artigos Interessantes

Guia prático para sobreviver aos exames

Guia prático para sobreviver aos exames

A ansiedade pode afetar o desempenho acadêmico e também os resultados dos exámentes. O processo mental pelo qual a ansiedade produz a deterioração do desempenho acadêmico ocorre quando as pessoas...

Aulas de dança: 5 benefícios psicológicos

Aulas de dança: 5 benefícios psicológicos

A dança em um linguagem universal presente em todas as culturas e fundamental nas relações sociais. Desde 2009, o húngaro István Winkler mostrou que as pessoas nascem com um sentido rítmico-musical,...