Exercício na gravidez para prevenir a cesariana

A gravidez é um estágio que merece toda a atenção possível da mãe e do pai, a fim de evitar situações de risco que possam alterar a gravidez. Muitos aspectos devem ser atendidos, desde a dieta até as atividades do dia-a-dia. Um exemplo é o exercício que as mulheres possam praticar para aproveitar os benefícios dessa atividade física nesse processo.

Isto é indicado pelo estudo realizado por Queen's Mary University, em Londres, que estabeleceu uma relação entre o exercício que pratica a gestante e a prevenção da cesárea. Uma atividade física adaptada às circunstâncias da mulher e que, naturalmente, deve ser complementada por uma boa alimentação, o que também ajuda a prevenir o diabetes gestacional.


Importância do estilo de vida

Exercício e dieta balanceada, esses são os pontos propostos pelos responsáveis ​​por este estudo às gestantes, a fim de evitar possíveis problemas durante a gestação. Para demonstrar esses benefícios, os pesquisadores revisaram outros 36 trabalhos em que dados de mais de 12.500 mulheres e seus hábitos durante o processo de gestação.

Os resultados desta revisão indicaram que as mulheres que se exercitaram durante a gravidez apresentaram 10% menos de possibilidades de passar por cesariana. No caso do diabetes gestacional, as chances de desenvolvimento da futura mãe foram reduzidas em 24%. Número que melhorou nas situações em que as mulheres também cuidavam da comida.


"De acordo com as evidências encontradas até o momento, uma dieta saudável e atividade física moderada na gravidez reduzem o risco de ganho de peso e esse benefício é realmente acessível para qualquer mulher." grávida, independentemente do peso corporal que você tem ", explica Shakila Thangaratinam, o principal autor deste estudo.

Exercícios durante a gravidez

Conforme explicado pelo Dr. Thangaratinam, as diferentes situações pelas quais a mãe pode passar durante a gravidez dificultam definir o que é um exercício correto para cada caso. Esses estudos coletaram dados sobre gestantes que haviam completado atividades como bicicletas ergométricas, natação, dança e exercícios de tonificação.


Os responsáveis ​​por esta pesquisa sugerem um total de 150 minutos de atividade moderada por semana, incluindo exercícios aeróbicos e duas sessões de fortalecimento muscular. Em relação às dietas, os especialistas recomendam incluir mais fibras, peixe e azeite. É claro que tomar bebidas açucaradas é aconselhável reduzir tanto quanto possível, a água deve substituí-las.

Benefícios para o bebê

As mães não só se beneficiam dos esportes durante a gravidez, mas também percebem os efeitos positivos dessas atividades. É o que o estudo publicado pelos pesquisadores de Universidade de Medicina e Biociências de Kansas City que sustenta que o feto fortalece seu coração graças a essas práticas por parte da mãe, evitando problemas futuros.

Que um bebê tem um coração mais forte se traduz, entre outras coisas, em menos sofrimento durante o parto, redução de taquicardias e melhor saúde.

Embora a causa exata pela qual o feto recebe os benefícios do exercício materno ainda seja desconhecida, o estudo mencionado sugere que os hormônios secretados após a prática de esportes (o endorfinas), eles transferiram a placenta durante a atividade física, favorecendo o desenvolvimento do coração do bebê.

Damián Montero

Vídeo: 5 EXERCÍCIOS PÓS-PARTO NORMAL E CESÁREA PARA FAZER EM CASA - XÔ DIÁSTASE


Artigos Interessantes

Estresse pós-traumático: como superar

Estresse pós-traumático: como superar

Ao longo da vida, qualquer um de nós pode viver uma experiência que escapa ao nosso controle, nos causa medo e nos faz sentir aterrorizados e horrorizados. Essas experiências podem ser muito variadas...

Bondade: 30 ideias para aprender a dar graças

Bondade: 30 ideias para aprender a dar graças

Quando as crianças são pequenas, especialmente antes dos 6 anos, a gentileza é alcançada pela repetição de atos, porque não têm capacidade de compreender as profundas razões da educação e das boas...