Correto e saber esperar

O homem precisa ser corrigido. Há coisas que se faz sem perceber e outras percebendo. Uma pessoa não corrigida é uma pessoa não valorizada. Se queremos que alguém falhe completamente como pessoa, tudo o que temos a fazer não é corrigi-lo; nem pessoalmente nem profissionalmente.

Contudo, o ato de corrigir deve ser dirigido pela prudência. Você não pode ficar o dia todo falando, avisando, censurando uma pessoa. Aquele que cai nessa atitude consegue aborrecer bastante a convivência daqueles que o cercam e geralmente ele obtém pouco resultado.

Por outro lado, quem sabe dizer as coisas, dosando-as e na hora certa, dá a chave para que sua advertência seja levada em conta em outras ocasiões. Quem corrige sem rima ou razão, é ineficaz, é desautorizado, não melhora quem está ao seu redor e às vezes os deixa irritados.


O prestígio de uma pessoa está diretamente relacionado gestão que faz a autoridade e isso afeta o caso que eles vão fazer, na eficácia que as correções terão.


Uma pessoa com autoridade é uma pessoa que sabe como silenciar de maneira oportuna. É importante saber que cada um de nós tem seus momentos receptivos e que cada coisa leva tempo.

Não é bom se apressar. As ideias têm de ser pensadas, ponderadas: as razões que demonstram as coisas objetivamente são capazes de mover a vontade dos outros. Há também muito para cuidar de onde eles são ditos. Ou seja, para que uma correção seja oportuna, precisamos saber quando dizê-lo e onde dizê-lo.


Corrigir desta forma leva a serenidade e calma, e já sabemos que serenidade gera serenidade e os nervos, nervos. É caro, mas no fundo estamos escolhendo o ambiente que deve estar em nossa casa.

Correções poucas, no momento e tentar viver o que corrigimos: essa é uma boa maneira de provar que você está buscando eficiência. Se não pensarmos em corrigir, diremos que quando digo alguma coisa para as crianças, é como se elas ouvissem a chuva. Bem, pense. Tem uma solução.

Vídeo: Isso é esperar em Deus? Estou esperando da forma correta?


Artigos Interessantes

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

O jornal Ensino, pertencente ao grupo Siena, organiza próxima quinta-feira, 12 de novembro, a sétima edição do Protagonistas da Educação de Prêmios de Professores, pelo qual "o trabalho de todos...

Brigas entre irmãos

Brigas entre irmãos

É comum que quando as crianças atingem a idade de 4 ou 5 anos, os jogos que anteriormente compartilhavam com seus irmãos são frequentemente substituídos por brigas. As lutas são comuns em famílias...

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

É claro que ainda há um longo caminho a percorrer no campo da conciliação, porque existe uma certa lacuna cultural nas empresas. Então, o II Estudo sobre Conciliação e Amamentação realizada pela...