Aprenda a ser responsável

Entre 6 e 12 anos das crianças, isto é, durante a Educação Primária, temos que encorajar nossos filhos a aprenderem a ser responsáveis ​​para que pensem em cada ação, vejam os prós e contras e façam uso de sua liberdade, escolha o que é melhor para você, não o que você mais quer.

O medo da responsabilidade supõe uma visão desfocada da liberdade, não reconhecendo que os compromissos vinculam, mas ao mesmo tempo protegem. Aprender a ser responsável significa assumir que os compromissos são bons, eles nos amadurecem e nos proporcionam a alegria de sermos consistentes com nossas decisões, apesar do esforço que elas envolvem.


Como desenvolver responsabilidade em crianças?

1. Melhorando sua capacidade de auto direcionar, deixando-os para agir com autonomia e iniciativa ao confiar-lhes responsabilidades.

2. Dando-lhes respostas com frequência então eles sabem como estão fazendo isso, reconhecendo Manifesto maneira o bem feito, de tal maneira que gere sua própria satisfação.

3. Ajudá-los a refletir e pensar tornando-os conscientes das consequências de suas ações. O objetivo da educação das virtudes é precisamente o de integrar a razão, a vontade e o sentimento, em cada performance da pessoa.

4. Conversando com eles, uma vez que são muito pequenos e tornando mais fácil para eles ouvi-los sozinhos, com escuta ativa. A comunicação familiar e o diálogo são um pilar fundamental que facilita a proximidade das crianças com um clima de confiança, onde elas deixam suas histórias.


5. Com tarefas específicas que exercem responsabilidade:
- Ter ordens que facilitem a unidade familiar e um clima positivo, relacionado ao bom funcionamento da casa, graças ao esforço de cada um para cumpri-lo bem e dentro do prazo.
- Cuide das suas coisas, como preparar sua mochila, suas roupas, sua mala de viagem ...
- Encomende o seu quarto, inclusive fazendo uma cama.
- Ter e cumprir um cronograma de estudo, em um ambiente tranquilo que facilita um trabalho bem feito.
- Cuidar de um bebê ou irmão menor.

A criança obediente nem sempre é responsável

É verdade que, muitas vezes, quando as crianças aprendem a ser responsáveis, a responsabilidade é confundida com a obediência, já que executar ordens não significa ser responsável. Às vezes, quando é obedecido, pode ser feito para agradar a outra pessoa, evitar punições, obter um privilégio, etc. Aqui, tanto a motivação quanto a decisão são externas à criança. No entanto, a pessoa age com responsabilidade quando decide o que fazer e se motiva a fazê-lo, o que implica uma aceitação pessoal e livre, com uma motivação interna para realizar a referida ordem.


Quando as crianças não agem por causa de obrigações impostas, elas não experimentam sucesso ou fracasso como consequência da decisão pessoal tomada que as leva a se comprometer com a responsabilidade. E tanto o certo quanto o errado são necessários para ser responsável.

Por exemplo, quando confrontados com quaisquer meios tecnológicos - as TIC - vemos apenas os riscos e perigos destes e proibimos as crianças sem raciocinar por isso, ou ensinamo-las a usá-las de forma responsável e livre, mostrando-lhes as vantagens que têm, bem como os seus riscos e perigos. As crianças podem obedecer por obrigação; mas à medida que crescem e chegam à adolescência, não compreendem a nossa proibição para as TIC, ficam curiosos e de um jeito ou de outro (quando estão sozinhos em casa, quando vão a um amigo, um colega de turma que pega um telemóvel inteligente uma série pela Internet ...) acabará vendo e / ou usando-os por curiosidade natural, sem conhecer nossos critérios e deixando-se levar pela dos amigos.

Fátima Calçado
Conselheiro: María Cervera Gil. Psicopedagogia e Conselheiro Familiar

Vídeo: AUTO RESPONSABILIDADE - COMO SER RESPONSÁVEL DIANTE DA VIDA E NÃO CULPAR OS OUTROS TRAZ RESULTADOS


Artigos Interessantes

Planos com crianças para um fim de semana em casa

Planos com crianças para um fim de semana em casa

O que podemos fazer em casa com as crianças quando temos um fim de semana à frente? Propomos uma lista de atividades que podem ter nossos filhos entretidos em uma tarde em casa. Jogos para que os...