Saber ouvir e atender: essencial para estimular a concentração

Quem não teve que repetir uma frase várias vezes até que nosso filho / filha tenha nos ouvido? Estimular a capacidade de ouvir é essencial para melhorar o atendimento e concentração de crianças.

E pode acontecer que, no futuro, nossos filhos percam um grande número de oportunidades de aprendizado em casa ou na escola, simplesmente porque não estão ouvindo. Vários profissionais em educação e psicologia estão estudando as causas do fracasso escolar em muitos meninos e meninas. E eles estão chegando à conclusão de que isso lhes custa muito duas capacidades: atenção e concentração. Algo muito relacionado ao senso de audição e atitude de escuta.


Grande parte da aprendizagem na escola é feita através do ensino oral e o restante através da leitura e estudo. Esta é uma das razões para dar maior importância à estimulação auditiva em idades precoces, para que eles preparem os canais e vias neurais que permitem a entrada de informações.

Noites musicais

Algo que favorece a concentração É sem dúvida uma estimulação auditiva adequada. Para isso, podemos realizar várias atividades com as crianças que as ajudam: a música, por exemplo, é uma boa maneira de fazê-lo.

Após 4 anos, podemos levar nossos filhos a um concerto de música clássica (existem vários adaptados para crianças), ou colocar fitas em casa. É uma prática mais fácil de realizar com crianças calmas do que crianças ativas, mas é necessário estimular a todos. Além disso, podemos tentar, sempre que possível, deixar uma música de fundo relaxante enquanto nossos filhos brincam ou estão comendo.


Me conta uma história

Aos três anos, as crianças demonstram grande interesse pelas histórias. Ouvir histórias é ideal para reforçar a memória auditiva e desenvolver a imaginação. Podemos também propor que nossos filhos percebam mais conscientemente o que dizemos a eles, fazendo-lhes perguntas, direcionando seu interesse para o que é importante, etc.

Atenção a todos!

Ao realizar exercícios de estimulação auditiva, devemos lembrar que o período de atenção que eles podem nos dar é curto. Pode custar muito para eles se concentrarem no que estão fazendo, especialmente se não forem divertidos.

Para se prestarem a esses jogos de atenção, é preciso procurar o melhor momento: quando você está mais ansioso para fazer as coisas, depois de um lanche, antes de ir dormir, etc. No momento em que os vemos cansados ​​e sem juros, teremos que deixá-los para outra ocasião. Não espere períodos de atenção por mais de alguns minutos. No entanto, quando eles vêem que o que dizemos a eles é interessante, eles vão ouvir por longos períodos de tempo.


Seu vocabulário, além disso, é limitado. Se falarmos com eles por muito tempo, ou se usarmos muitas palavras que eles não conseguem entender, eles acabarão aprendendo a se desconectar ... Exatamente o oposto do que pretendemos. Pouco a pouco, ao verificarmos seu progresso, podemos aumentar a dificuldade dos exercícios e jogos.

Uma só vez

Uma boa maneira de prestar atenção Consiste em que propomos em casa que eles façam o que lhes dizem da primeira vez. Ou seja, não precisamos repetir as coisas várias vezes. Essa atitude terá que ser mantida para que eles se esforcem para estar sempre atentos. Para isso, temos que dar as ordens nas melhores situações. No meio de uma raiva, será muito difícil para eles ouvirem o que lhes dizemos.

Ao abordá-los, por outro lado, podemos tente sempre olhá-los nos olhos e no rosto. Desta forma, eles serão pessoalmente desafiados e será mais difícil para eles se desconectarem. Estaremos criando um maior elo de comunicação e ajudaremos a promover o interesse de nossos filhos.

Outros sons ... Nossos filhos já ouviram o silêncio?

A natureza pode ajudar-nos muito se tentarmos permanecer em silêncio no meio de uma floresta e ajudarmos os nossos filhos a prestar atenção ao canto dos pássaros, ao som do riacho ... Esta prática introduzirá, seguramente, elementos muito significativos para as crianças. Também na cidade ou em casa podemos praticar: quanto mais sons diferentes eles ouvem, mais eles recebem estímulos: sinos, chocalhos, sons de rua, instrumentos musicais ...

Beatriz Bengoechea. Psicólogo e conselheiro familiar

Vídeo: [Dica] 3 Técnicas para não Esquecer o que Estudou | Gerson Aragão


Artigos Interessantes

Semana 21. Gravidez semana a semana

Semana 21. Gravidez semana a semana

Foto: THINKSTOCK Aumentar a fotoMudanças físicas e psicológicas de mulheres grávidasVocê está na semana vinte e um. Se você ainda não sentiu os chutes e movimentos do seu bebê, tenho certeza de que a...

Semana 10. Gravidez semana a semana

Semana 10. Gravidez semana a semana

Você está na décima semana de gravidez e isso significa que você tem dois meses e meio de gravidez. Tem sido um tempo de mudanças constantes que agora serão aliviados enquanto outros surgem. Há...

5 truques para fazer sua maquiagem durar mais

5 truques para fazer sua maquiagem durar mais

Hoje existem diferentes tipos de bases de maquiagem no mercado. Compacto, líquido, creme, pau ... e todos prometem o mesmo: longa duração. E se nenhum deles mentir? E sim o segredo Não está no...

Ao sair da escola, tem alguém em casa?

Ao sair da escola, tem alguém em casa?

O sino do final das aulas soa e todos os alunos se lançam, em corrida maluca, em direção à saída da escola. É hora de lanche, desenhos animados, amigos e lição de casa. Mas, em alguns casos, ao sair...