Síndrome da criança rica, quando a opulência muda para crianças

O desenvolvimento de uma criança não é um caminho de rosas. Às vezes há problemas diferentes que afetam seu crescimento, pequenas pedras que fazem, por exemplo, mostrar mau comportamento. É o caso de síndrome da criança rica, resultado de um estilo parental em que os pais dão tudo para seus filhos e eles não entendem uma recusa às suas demandas.

Um estilo de parentalidade marcado por opulência e isso acaba mudando os pequenos e os transforma em pessoas ansiosas, ansiosas para conseguir tudo o que querem, e com uma melhor tolerância à frustração. Situação que pode até levar à depressão.

Características dessas crianças

Embora possa ser confundido com uma criança caprichosa, as crianças que possuem as características dessa síndrome possuem características específicas. Como indica o estudo Filhos do Afluente. Desafios ao Bem-Estar, estas são as chaves para entender essas menores:


- Eles querem ser o centro das atenções. A qualquer momento essas crianças querem ser o centro das atenções, elas não podem suportar que outra pessoa e outra questão ocupem os olhos dos adultos.

- Insatisfação constante. Quando essas crianças não recebem a atenção que elas acham que merecem, um sentimento de insatisfação aparece.

- Eles não sabem como enfrentar os desafios da vida. Dado o sentimento de não estar satisfeito, os pequenos não sabem como reagir a certas inseguranças.

A longo prazo, as crianças com a síndrome da criança rica acabam se transformando em um adulto inseguro com a incapacidade de lidar com os contratempos que enfrentam. Um exemplo é uma pessoa que, diante de um problema em casa, bloqueia a si mesma e não consegue resolvê-la ou até mesmo se senta e pensa em como consertar esse contexto.


Ensine a lidar com a frustração

Como já foi dito, um dos principais problemas das crianças com esse problema é a falta de tolerância à frustração. Estas são algumas das dicas oferecidas pelo Hospital Sant Joan de Déu:

- Pregando pelo exemplo. A atitude dos pais diante dos contratempos da vida deve servir de exemplo para as crianças, um pequeno guia sobre como enfrentar essas situações no dia a dia.

- Conheça a origem da frustração. A criança deve conhecer a fonte da frustração e remediar essa base em vez de simplesmente esperar que a situação passe por si mesma.

- Oferecer ajuda, não resolver. Diante dos contratempos da vida, devem ser as crianças que resolvem essa situação. Os pais devem dar apoio e não consertar as coisas, assumindo um papel que seus filhos têm.

- Aplauda os resultados positivos. Quando uma criança é capaz de resolver um problema, os pais devem fazer os mais jovens verem que esses resultados são os esperados.


Damián Montero

Vídeo: You Bet Your Life: Secret Word - Door / Paper / Fire


Artigos Interessantes

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

Prêmios do professor aos protagonistas da educação

O jornal Ensino, pertencente ao grupo Siena, organiza próxima quinta-feira, 12 de novembro, a sétima edição do Protagonistas da Educação de Prêmios de Professores, pelo qual "o trabalho de todos...

Brigas entre irmãos

Brigas entre irmãos

É comum que quando as crianças atingem a idade de 4 ou 5 anos, os jogos que anteriormente compartilhavam com seus irmãos são frequentemente substituídos por brigas. As lutas são comuns em famílias...

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

43% das mães que amamentam têm problemas em conciliar

É claro que ainda há um longo caminho a percorrer no campo da conciliação, porque existe uma certa lacuna cultural nas empresas. Então, o II Estudo sobre Conciliação e Amamentação realizada pela...