Um terço dos trabalhadores sofrerá síndrome pós-feriado

O verão terminará em meados de setembro. Mas antes do final da temporada de verão, muitos adultos já terão retornado aos seus empregos. Uma situação que pode gerar muito estresse nos pais, uma situação que é conhecida como a tão temidasíndrome pós-feriado', esse sentimento de estresse que aparece diante da idéia de dizer adeus ao descanso e olá para responsabilidades de trabalho.

De fato, como indicado Adecco, pelo menos um terço dos trabalhadores em Espanha sofrerá síndrome pós-feriado. O que supõe que o adulto passa por um quadro de estresse e fadiga que geralmente está ligado a uma má adaptação à rotina e à ordem após os dias de descanso e falta de responsabilidades que marcaram o curso do verão.


Frustração e mudanças

Especialistas apontam que, embora não haja um perfil concreto de trabalhador suscetíveis a sofrer de síndrome pós-feriado, existem fatores que ajudam a entender a origem desse estresse:

- Baixa tolerância para mudança. Os funcionários com menor tolerância à frustração são os mais suscetíveis a sofrer de síndrome pós-feriado. A mudança de situação que ocorre no final dos feriados e na qual a "normalidade" é recuperada é mais complexa para aqueles que não sabem como gerenciar essas situações.

- Duração das férias. Os trabalhadores que vivem longos períodos de férias têm mais dificuldade em retornar à rotina porque se acostumaram a uma situação de constante relaxamento e repentinamente romperam com ela.


Aqueles que passam pela síndrome pós-feriado não apenas os sofrem. O pai é a base da família, se eles passam por isso situação, a casa vai notar. Portanto, tudo o que é possível deve ser feito para manter essa situação sob controle. De fato, existem maneiras de garantir que esse estresse não afete aqueles que têm que viver o retorno ao trabalho após esse período de descanso.

Por exemplo, aquelas pessoas que estão acostumadas a ir dormir e acordar tarde durante as férias, podem voltar à rotina de dormir usual nos dias antes do retorno do trabalho, uma adaptação gradual. Como o fim deste período se aproxima, recomenda-se ir dormir cada dia um pouco mais cedo e fazer o mesmo na hora de acordar. Desta forma, o corpo não notará uma mudança tão repentina.


Também é preferível não voltar de férias no dia anterior ao retorno ao trabalho. É melhor fazê-lo alguns dias antes para que o funcionário possa se acostumar com seu ambiente habitual e tenha tempo suficiente para retomar sua atividade diária. Mas o que é mais recomendado é uma atitude positiva, sem pensar que o trabalho é um fardo.

E se a síndrome pós-feriado já está presente

Por mais que isso seja evitado, a síndrome pós-vacinal também pode aparecer. Aqueles que sofrem com isso manifestam sintomas como apatia, fadiga, falta de energia e dificuldade em se concentrar no trabalho. Outras características comuns desses trabalhadores são distúrbios do sono, nervosismo excessivo, estresse e sensação de tristeza. Em alguns casos, ataques de ansiedade, dores de cabeça e Mal estar, incomodo geral.

Se alguns destes sintomas ocorrerem, você tem que começar a trabalhar para resolver a situação e impedir que o lar seja influenciado por esse contexto. Entre os truques mais eficazes estão acordar um pouco mais cedo do que o habitual para ir ao local de trabalho. Embora a priori possa parecer contraproducente, ter mais tempo pela manhã ajuda a enfrentar o dia sem pressa e sem aborrecimentos.

Damián Montero

Vídeo: Sessão Deliberativa - 22/03/2018


Artigos Interessantes

Dicas para escolher o nome do bebê

Dicas para escolher o nome do bebê

Você está esperando por um bebê e ainda não sabe qual nome colocar? Escolher o nome de nossos filhos nem sempre é uma tarefa simples. Existem inúmeros guias na Internet que podem nos inspirar, mas o...

Trauma: o que pode causar um trauma e por quê?

Trauma: o que pode causar um trauma e por quê?

Todos, em maior ou menor medida, mais ou menos conscientemente, vivemos situações que deixaram sua marca em nós. O problema aparece quando esse traço nos impede de levar uma vida normal, nos causa...

A venda de livros infantis ressurge

A venda de livros infantis ressurge

O que você dá a ele? Entre as propostas de presentes para nossos filhos, os melhores são sempre educativos e, dentro deles, os livros. Um pensamento que cada vez mais se estende entre os pais, pelo...