Como ensinar como controlar o medo durante as tempestades

O medo É uma das piores sensações que afetam as pessoas. Há muitas origens que podem desencadear neste estado, desde o fogo, passando por estranhas pessoas a fenômenos meteorológicos. Neste último campo as tempestades estão localizadas, que com seus trovões e relâmpagos podem fazer com que o menor da casa pareça alterado.

Aprenda a gerenciar o medos É um grande passo em direção à autonomia e maturidade em todas as pessoas. Além disso, ensinar as crianças a lidar com elas nessas situações também ajudará as crianças a ficarem sozinhas mesmo que esses fenômenos climáticos ocorram nas ruas. Para isso, da Fundação Nemours, várias dicas são oferecidas em três etapas para acalmar essas sensações.


O que está acontecendo

O primeiro passo para acalmar o medo das tempestades é que a criança entenda o que está acontecendo. Como dias de sol, estes fenómenos eles são parte da natureza e ocorrem quando certas circunstâncias meteorológicas ocorrem. Embora em algumas séries ou filmes eles estejam relacionados a eventos ruins ou aterrorizantes.

Os pais devem fazer parecer que esta relação é o resultado da ficção e que isso não acontece na realidade. A única coisa que acontece quando há tempestades é que o céu está cheio de raios e que estes são acompanhados pelo som característico do trovão. O ideal é ir a uma biblioteca para oferecer informações sobre as origens científicas desse fenômeno meteorológico.


Uma vez que a criança tenha compreendido que a tempestade é parte do catálogo de fenômenos meteorológicos, o próximo passo é a criança compreender que está a salvo de muita confusão formada por raios e trovões. Estar em um local coberto evitará os efeitos negativos dessas situações afetar.

Calma e espere

Com tudo isso informaçãoos pais devem perguntar a seus filhos se ainda estão preocupados com o que acontece lá fora. O objetivo é que as crianças raciocinem com todas as informações que possuem e consigam se acalmar dentro de casa quando perceberem que nada de ruim pode acontecer. Vendo como a tempestade evolui e que não importa quão violento o trovão possa parecer, eles estão seguros.

Existem situações em que é possível que o pânico apareça como por exemplo que a luz desaparece como conseqüência dessa situação. Neste momento, os pais devem dar o exemplo e não perder a paciência, fazendo com que os pequenos vejam que assim que o problema que causou esta situação for resolvido, o fornecimento de eletricidade retornará e tudo continuará normalmente.


Finalmente, os pais devem continuar com essas lições quando o sol reaparecer, deixando claro que muito violento que a tempestade pareceu, no final, este será o resultado.

Damián Montero

Vídeo: Síndrome do Pânico | Drauzio Comenta #08


Artigos Interessantes

Solidariedade, a mais pesquisada no Google 2015

Solidariedade, a mais pesquisada no Google 2015

No final de cada ano, o Google publica sua lista "mais procurada", que inclui palavras, frases e perguntas. Os resultados desta pesquisa são para muitos a melhor referência para medir o pulso dos...

Fiat Type Station Wagon, funcionalidade mediterrânea

Fiat Type Station Wagon, funcionalidade mediterrânea

Não haverá mais lutas para sentar-se como copiloto ou na traseira do carro, o novo modelo Tipo faz com que todos os passageiros encontrem as melhores soluções para viagens em família.A última geração...

7 antídotos contra o consumismo

7 antídotos contra o consumismo

As circunstâncias econômicas colocaram muitos em uma dieta de consumo e muitas pessoas foram forçadas a reduzir suas despesas em face da precariedade de seu trabalho. A verdade é que consumimos mais...

Aprenda a usar o otimismo para prevenir doenças

Aprenda a usar o otimismo para prevenir doenças

É sempre melhor enfrentar um problema com otimismo isso com pessimismo. Ver o lado bom de tudo é um mecanismo que impede as pessoas de se juntarem à tristeza que vem ao lidar com os episódios mais...