Presentes de Natal conectados à Internet: um risco para seus filhos

A carta dos Magos é cada vez mais carregada de tecnologia de ponta e a época de festas é o momento ideal para passar algum tempo usando-as. Mas dar um presente tecnológico às crianças tem seus riscos em termos de segurança, por isso é melhor educá-los antes de usá-los com bom senso.

De acordo com a Common Sense Media, nos últimos seis anos as crianças com menos de oito anos têm o seu próprio comprimido e passaram a utilizá-lo de 1% a 42%, o que traduzido em minutos seria de 5 a 48 dias por dia.

Diante desses dados, é necessário alertar os pais sobre a precocidade com que os menores adquirem este tipo de dispositivos tecnológicos e é aconselhável a necessidade de aplicar medidas de segurança cibernética, caso os menores recebam presentes dessas características.


Os dons que triunfam na Carta aos Magos

Os presentes que sucedem entre os cartões dos jovens mais tecnológicos são o smartwatch ou pulseiras inteligentes, celulares ou tablets e bonecas conectadas à Internet. Muitos deles são projetados para crianças de 3 a 8 anos, embora tenham recursos como câmera, serviços de localização, localização e transferência de dados via Bluetooth que podem colocar em risco o usuário.

- Smartwatch ou pulseiras inteligentes projetado para crianças têm utilitários, como câmera e transferência de dados. Combinação perigosa se manuseada sem a supervisão de um adulto, uma vez que estas fotografias podem ser interceptadas por terceiros e acabam na rede.


- Telefones celulares e tablets são dispositivos que geralmente são comprados na versão convencional, na maioria dos casos não são adquiridos adequadamente para crianças. As unidades projetadas para adultos não são programadas para o uso de menores. É importante realizar verificações nos mecanismos de pesquisa para que o controle dos pais, as restrições de pesquisa e o acesso a conteúdo adulto sejam ativados; bem como a importância da instalação de sistemas antivírus e de proteção contra espionagem ou acesso de terceiros à rede Wi-Fi ou ao dispositivo.

Brinquedos conectados à Internet, uma tendência crescente

A moda da internet dos brinquedos continua sendo uma tendência ascendente. Esses bonecos têm uma conexão com a internet, reconhecimento de voz e estão ligados via Bluetooth a um aplicativo que controla os diálogos e atividades que a criança realiza com o brinquedo.


Deve-se ter cuidado, pois foram detectadas vulnerabilidades pelas quais o controle remoto do brinquedo pode ser acessado por um terceiro que pode se comunicar com a criança e obter todas as informações.

Com estas medidas, pretende-se sensibilizar para a importância de os pais alertarem, prevenirem e instruírem os seus filhos e familiares sobre os perigos do uso indevido de dispositivos e dispositivos ligados à Internet.

Marta Ciruelos, porta-voz da Always On, acrescenta que "as medidas de segurança são fundamentais para a proteção de dispositivos" e "em muitos casos as crianças têm um conhecimento tecnológico maior do que seus pais, que são indefesos diante dos perigos que Supõe-se, portanto, que é necessário que haja um bom relacionamento familiar entre eles para verificar se a atividade da criança como usuário é positiva e não afeta o comportamento de terceiros. "

Marina Berrio
Conselho: Marta Ciruelos, Sempre no porta-voz

Vídeo: Não use o celular enquanto estiver carregando. CUIDADO!


Artigos Interessantes

Que tipo de personalidade nossos filhos têm

Que tipo de personalidade nossos filhos têm

Cada pessoa é como um floco de neve, não há dois exatamente o mesmo. Isso se reflete em um estudo da Universidade Carlos III de Madri que encontrou quatro tipos básicos de personalidade em que eles...